Fake News em ano eleitoral – Portugal em linha com a UE

O relatório que apresentamos neste ano de 2019, marcado por três eleições em Portugal (europeias, regionais e legislativas), assinala a entrada definitiva das fake news no horizonte das preocupações dos governantes em Portugal, com a Assembleia da República a ser palco de iniciativas institucionais. Todavia, a posição de Portugal parece ser essencialmente reativa, limitando-se a secundar as posições assumidas pela União Europeia.

Neste relatório exploramos o que foi realizado ao nível da União Europeia e em Portugal para lidar com a desinformação, e procuramos caracterizar a natureza do fenómeno no caso português. Desenvolvemos ainda uma problematização acerca dos riscos de desinformação em campanha eleitoral, bem como de possíveis caminhos para mitigar o problema como o fact-checking, a literacia mediática ou o jornalismo colaborativo. Por fim, apresentamos os mais recentes dados do Digital News Report de 2019, analisando as respostas dos portugueses relativamente às práticas de consumo de notícias e questionando os impactos da desinformação.

  Consulte ou faça download do relatório aqui
Prev Comunicação Social - Mercado Português: Tendências e Modelos

About Author